Episódios

Valle Nevado: primeira vez na neve, pedido de casamento e esqui (Chile) #44

Valle Nevado: primeira vez na neve, pedido de casamento e esqui (Chile) #44

1 minuto No nosso segundo dia no Chile, saímos cedinho em direção ao Valle Nevado e logo no início da estrada subida fizemos uma parada para alugar as roupas de frio e os equipamentos de esqui, que são muito mais baratos que alugando lá em cima. A estrada de subida para o Valle Nevado é uma atração à parte. Se você conseguir ficar sem enjoar durante as 62 curvas, vai aproveitar um visual incrível das montanhas, então prepara o dramin e aproveite a viagem, Continue lendo

Chegando ao Chile: nossa primeira viagem internacional (Chile) #43

Chegando ao Chile: nossa primeira viagem internacional (Chile) #43

menos de 1 minuto Fomos conhecer um pedacinho do Chile. Essa viagem foi especial por tantos motivos, nossa primeira viagem internacional, primeira vez na neve e NOIVADO! Não podia ter sido mais perfeito. Chegamos em Santiago por volta das 22h e ficamos impressionados que quase tudo está fechado no centro da cidade a partir das 21h. Então acabamos jantando no Telepizza uma pizza, com batata frita e empanada (que combinação!). Voltamos para o hostel para descansar e nos preparar, já que no dia seguinte Continue lendo

Saco do Mamanguá: o que fazer + bônus (Paraty – RJ) #42

Saco do Mamanguá: o que fazer + bônus (Paraty – RJ) #42

2 minutos Mais uma vez fomos passear no Saco do Mamanguá e continuo dizendo que sou apaixonado por aquele lugar. O Saco do Mamanguá, para quem não sabe, fica em Parati Mirim e é uma entrada de mar com 8 km de extensão e 2 km de largura. Possui 33 praias e 8 comunidades caiçaras. Sendo assim, é considerado o único fiorde brasileiro. Indo até o fundo, ainda tem cachoeira e uma grande área de mangue bem preservada, que você pode visitar com barcos Continue lendo

Praias Paradisíacas: conheça as praias do Saco do Mamanguá (Paraty- RJ) #41

Praias Paradisíacas: conheça as praias do Saco do Mamanguá (Paraty- RJ) #41

menos de 1 minuto No nosso segunda dia de passeio pelo Saco do Mamanguá, seguimos para conhecer algumas praias da região. A nossa primeira parada foi a praia onde fica a casa que foi gravada a cena da lua de mel dos personagens principais do filme Crepúsculo. Ficamos pouco tempo por lá e seguimos para as outras até chegar em uma que possui um deck onde pudemos pular para a água diversas vezes. A trilha era bem tranquila, quase sempre plana e não era Continue lendo

Pico do Pão de Açúcar: como fazer a trilha (Saco do Mamanguá, Paraty – RJ) #40

Pico do Pão de Açúcar: como fazer a trilha (Saco do Mamanguá, Paraty – RJ) #40

1 minuto O Saco do Mamanguá, para quem não sabe, fica em Parati Mirim e é uma entrada de mar com 8 km de extensão e 2 km de largura. Possui 33 praias e 8 comunidades caiçaras. Sendo assim, é considerado o único fiorde brasileiro. Indo até o fundo, ainda tem cachoeira e uma grande área de mangue bem preservada, que você pode visitar com barcos pequenos e sem motor. No primeiro dia, subimos o Pico do Pão de Açúcar, que é bem famoso Continue lendo

Pedra da Tartaruga e Praia do Perigoso: como fazer a trilha (ft. Agência Aventureiros) #39

Pedra da Tartaruga e Praia do Perigoso: como fazer a trilha (ft. Agência Aventureiros) #39

1 minuto Em mais uma parceria com a Agência Aventureiros, fomos conhecer a Pedra da Tartaruga e a Praia do Perigoso, que ficam em Barra de Guaratiba – RJ. Esse é o primeiro vídeo que estou usando o meu drone! =D De quebra, participamos de uma reportagem para o quadro Programão do RJTV que irá ao ar no dia 20/01/2018, mostrando como fazer esta trilha. Chegamos bem no meio da tarde em Barra de Guaratiba para fazer a trilha que começa bem na lateral Continue lendo

Cachoeiras do Horto: como fazer a trilha do Chuveiro, Jequitibá e Cachoeiras Secretas (Horto – RJ) #38

Cachoeiras do Horto: como fazer a trilha do Chuveiro, Jequitibá e Cachoeiras Secretas (Horto – RJ) #38

2 minutos Uma ótima pedida para esse calor infernal do Rio de Janeiro é ir para as Cachoeiras do Horto (sim, eu disse no plural mesmo). Lá no Horto tem diversas cachoeiras para você se banhar como, por exemplo, a Cachoeira da Gruta, dos Primatas, do Quebra, a do Jequitibá e a mais famosa que é a Cachoeira do Chuveiro. Dessa vez, deixamos o carro bem na beira da estrada, no pequeno estacionamento que possui e demos uma paradinha na Cachoeira do Quebra. Logo Continue lendo

Cachoeira dos Primatas: como chegar e fazer a trilhar? (Horto – RJ) #37

Cachoeira dos Primatas: como chegar e fazer a trilhar? (Horto – RJ) #37

1 minuto A Cachoeira dos Primatas é uma bela queda d’água aqui da cidade do Rio de Janeiro e que poucas pessoas ainda vão visitar. A trilha é relativamente rápida, em cerca de 25 minutos você já consegue chegar ao destino final, mas o legal é você visitar os outros atrativos que existem ao longo do caminho como, por exemplo, a Gruta dos Primatas, que é uma espécie um de salão de pedras, e recebeu este nome devido à quantidade de micos que habitam Continue lendo

Chapada das Mesas: o que fazer em 5 dias? #36

Chapada das Mesas: o que fazer em 5 dias? #36

6 minutos No carnaval resolvemos fugir um pouco da bagunça da cidade e nos enfiar no meio do mato, para variar um pouquinho. Pela primeira vez visitamos o Nordeste. Fomos conhecer a Chapada das Mesas, que fica na cidade de Carolina, no interior do Maranhão, divisa com o estado do Tocantins. Primeiro dia – Chegada No nosso primeiro dia em terras nordestinas, chegamos no pequeno aeroporto de Imperatriz e pegamos 3 horas de estrada para Carolina. Já chegamos perto do fim do dia, só Continue lendo

Chapada das Mesas: Trilha do Morro do Chapéu #35

Chapada das Mesas: Trilha do Morro do Chapéu #35

menos de 1 minuto No último dia, acordamos bem cedo para subir o maior morro da Chapada das Mesas, o Morro do Chapéu. Ele tem 378 metros de altura e a trilha para chegar até o topo é bem puxada, são 500 metros de trilha em escalaminhada. O guia nos disse que geralmente eles fazem em 40 minutos sozinhos e com outros visitantes em 1 hora. Nosso ritmo foi tão bom, que subimos em 38 minutos, mas deu pra cansar bastante. Lá em cima, Continue lendo