Roteiro da trilha do Costão de Itacoatiara – Niterói – RJ

Tempo de leitura: 5 minutos

Roteiro da trilha do Costão de Itacoatiara - Niterói - RJ - Vamos Trilhar

O Costão do Itacoatiara se tornou uma das trilhas mais buscadas pelos praticantes de aventura e a gente consegue entender muito bem o motivo. Depois de visitarmos esse lugar, saímos encantados com a bela vista e entendemos que a trilha tem um ótimo custo/benefício. Ou seja, é fácil e com um visual maravilhoso. Além disso, você ainda tem a opção de se refrescar no mar após a trilha. Quer algo melhor? =)


Ficha técnica

Localização: R. das Papoulas, 222, Niterói – RJ

Dificuldade: Leve – Nível 2 (entenda o que isso significa – http://bit.ly/1OS9Cad)

Tempo: Aproximadamente 1 hora (ida e volta).

Altitude: 217 metros.

Atrativos: Mirante.

Sobre a trilha do Costão de Itacoatiara

Sobre a trilha do Costão de Itacoatiara - Niterói - RJ - Vamos Trilhar

A trilha do Morro do Costão de Itacoatiara, ou Morro do Tucum, é considerado de dificuldade média, pois apesar de ter 2 km de comprimento (ida e volta) e 217 metros de altitude, tem trechos íngremes e exige condicionamento físico principalmente das pernas.

Por isso indicamos que use tênis, roupas confortáveis e proteção solar, leve água e vá preparado para tomar um banho na praia depois que descer do costão. Evite subir ou descer de chinelo, pois pode soltar ou arrebentar e te deixar em risco, nesse caso é melhor ficar descalço, se a rocha não estiver muito quente.

Em dia de tempo bom o céu azul se completa à rocha, vegetação, outras grandes rochas no entorno e ao mar formando uma paisagem inesquecível.

Controle de acesso

Controle de Acesso ao Parque Estadual da Serra da Tiririca - RJ - Vamos Trilhar

Desde janeiro de 2017, o acesso à trilha do Costão de Itacoatiara tem controle de quantidade de pessoas. São no máximo 200 visitantes por vez, por isso chegue cedo se quiser evitar fila e muita espera, principalmente nos fins de semana e feriados.

Isso foi uma maneira encontrada para reduzir impactos da visitação excessiva, desde os diretos na natureza, como alargamento de trilhas, uso de atalhos proibidos e desordem e até a caça, que é proibida.

Para se ter ideia, o Parque Estadual da Serra da Tiririca é o segundo mais visitado do Estado do Rio de Janeiro, ficando atrás somente de Ilha Grande.

Há um posto de controle do Instituto Estadual do Ambiente na entrada no qual precisamos assinar um livro de visitas e dar nome e telefone.

Início da trilha

Início da trilha do Costão de Itacoatiara - RJ - Vamos Trilhar

O início da trilha se dá no final da Rua das Papoulas, 222, Niterói – RJ, onde há uma entrada para o Parque Estadual da Serra da Tiririca, que permite o acesso das 8 às 17 horas.

São 15 minutos de caminhada por trilha bem sinalizada, em zigue-zague e com vegetação densa.

Trifurcação

Logo chegamos em um posto de parada com banco para descanso e uma trifurcação com placa. Seguiremos para a direita na direção para o costão. Os outros acessos levam a enseada do Bananal, onde é comum a prática de rapel, e para a Pedra do Elefante.

Subindo o Costão de Itacoatiara

Subindo o Costão de Itacoatiara - Niterói - RJ - Vamos Trilhar

Após caminhar mais 15 minutos, fazendo algumas paradas, chegamos na parte mais difícil da subida. É possível subir andando desde que firme bem e chape os pés para aderir à rocha e incline o corpo para frente. Uma alternativa é subir engatinhando.

Esse é o momento de manter a tranquilidade, o foco e a firmeza nos pés e mãos. Alguns metros adiante, a rocha fica mais plana e podemos continuar mais facilmente.

Topo do Costão de Itacoatiara

Topo do Costão de Itacoatiara - Niterói - RJ - Vamos Trilhar

Quando chegamos na parte alta do Costão de Itacoatiara percebemos o motivo de tantos visitantes passarem por ali e se encantarem.

Vista do Costão de Itacoatiara - Niterói - RJ - Vamos Trilhar

Podemos ver a praia de Itacoatiara logo abaixo, um pedaço da enseada do Bananal, a Pedra do Elefante, as praias de Camboinhas, Itaipu e Piratininga e, no fundo, o Rio de Janeiro principalmente identificado pelo Pão de Açúcar e pela Pedra da Gávea. O bairro de Itacoatiara ainda mostra seu charme de ter somente construções de até dois andares.

Para o outro lado a vista da praia de Itaipuaçu em Maricá se estende até o horizonte.

Vista do Morro do Elefante (Alto Mourão) do Costão de Itacoatiara - Niterói - RJ - Vamos Trilhar

Esse é um lugar de descanso, paz, fotos, meditação e contemplação da paisagem. O público cria imagens incríveis nesse ponto, criando ilusões, como se estivesse voando, pendido e outras ideias arrojadas.

Descida do Costão de Itacoatiara

No retorno do topo para a base do Costão de Itacoatiara podemos descer tanto pelo mesmo caminho que subimos, quanto pela esquerda de quem olha para a trilha de chegada. Uma dica para descer com mais tranquilidade é sentar na rocha e ir escorregando ou descendo de pouco em pouco. Apoie as mãos e se movimente com tranquilidade.

Logo que chegar na base do costão e retornar para a praia de Itacoatiara o banho traz uma sensação de completar a missão. Fique atento com as ondas, pois essa é uma praia muito procurada por surfistas e não é à toa, ali acontecem campeonatos principalmente de bodyboard e de surf de peito (“jacaré”).

Como chegar?

Como chegar no Costão de Itacoatiara - Vamos Trilhar

O Costão de Itacoatiara fica no canto da praia de mesmo nome, na cidade de Niterói, no Estado do Rio de Janeiro.

Para quem vai de carro do Rio de Janeiro, após a ponte Rio-Niterói (há cobrança de pedágio) deve seguir para a Região Oceânica e entrar para Itacoatiara no único acesso informado logo após uma cabine de polícia. Demora-se em média uma hora do centro do Rio à Itacoatiara. Indicamos que vá o mais cedo possível para encontrar vaga, no caso de carro.

Saindo do Rio também podemos ir de barca para Niterói, seguido de ônibus para a Região Oceânica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *